Uma Burca ou calça legue?

Bem, todos sabemos que, hoje, a mulher conquistou certo respeito na nossa sociedade, pelo menos é isso que muitos acreditamos, ou que queremos acreditar, mas será mesmo que ela realmente conquistou um respeito? Ou um espaço? Quero dizer, nós vemos as mulheres que vivem no oriente médio, como se elas fossem escravas, que não tivessem escolha, a não ser usar aquela Burca, que para nós é ridícula e tal. Porem, aqui no ocidente a mulher também tem lá as suas “obrigações”. Antes era praticamente impossível uma mulher sair da “obrigação” de ir para a cozinha ou não cuidar dos filhos; agora ela pode sair dessa tal “obrigação”, mas ainda é obrigada a ser magra, usar roupas justinhas, usar maquiagem até o tálo (tálo é uma gíria de SP, que significa: até não poder mais), ou seja: ser sexy. Okay, eu sei que ninguém aponta uma arma para a cabeça de outro alguém e fala “hey você, cadê a sua calça justinha?!”, mas não é tão fácil assim ser excluída de um lugar, como uma escola, só por não usar, (quando digo excluída, digo em não conseguir uma parceiro, ou virar chacota). De novo alguém vai falar “é só não ligar que a escola um dia passa” okay, eu sei, você sabe, todos que já terminaram uma escola sabe que depois aquelas brincadeiras que antes eram até motivo de choro, hoje você da risada, mas vai dizer isso para uma pessoa que esta iniciando a sua vida social!? Sim, toda a pressão que existe para a mulher ser toda esbelta não esta só nas escolas, mas em toda a sociedade, vemos isso em, por exemplo, propagandas de cervejas, carros, esportes, etc. etc. Todas viradas para o publico masculino, colocam como “premio” uma mulher, como se fosse uma conseqüência de usar o produto. Já as propagandas para mulheres, prometem um corpo esbelto, sem “falhas”, mas esquecem de falar que essas “falhas” foram criadas pelas próprias propagandas. Exemplo: uma gordura localizada, o famoso pneuzinho, umas mulheres tem, outras não, acredito que a maioria tem tendência a ter, porem, o mais pequeno e insignificante que seja, é considerado uma ameaça mortal á beleza feminina. É ai que eu pergunto, quem que considera uma ameaça mortal? A mulher? Ou a propaganda? Será que esse é um valor dela, ou é imposto pela propaganda? Muitas vezes a própria pessoa não sabe, pois ela foi criada com esses valores sendo jogados para ela. Tanto a mulher como o homem são criados com estes mesmos valores sendo jogados para eles.

Talvez nem todas as mulheres sejam, de fato, livres, só porque trabalham fora e são financeiramente independentes, talvez todos esses valores de beleza, deveriam ser repensados. Não vou vir aqui e falar o que é bonito e feio, isso é trabalho para cada um pensar sozinho, afinal, quem dita o que é feio e bonito são propagandas, e eu não quero me tornar uma.

Devemos lembrar que a Venus mais antiga já encontrada, era extremamente gorda, com seios murchos (Venus era uma deusa grega que representava a beleza, hoje o seu nome é usado como uma imagem que representa a beleza feminina, ou seja, para a tribo que fez a pequena estatua, não tinha o nome de Venus, mas representava a beleza feminina). Ou seja, a beleza não é algo universal, nem sempre ela teve o mesmo significado ou padrão. Hoje também há vários tipos de conceitos de beleza, mas não vamos entrar em detalhes.

Acho que apesar de tudo, hoje, a humanidade esta mais próxima de alcançar algo que possamos chamar de respeito, de liberdade. Estamos mais próximo que no passado.

Texto de: Ronchi

Teitter.com/oRonchi

Sobre Ronchi

Aluno de sonoplastia na SP Escola de Teatro, professor e membro fundador do grupo Cia TeatroSilva e Coordena o PPAC Unifesp (Programa de Pesquisa e Extensão em Artes Cênicas). Participou do processo de criação do espetáculo Bom Retiro 958m do grupo Teatro da Vertigem, Roberto Reiniger e a Filologia das Estrelas da Cia Tragédia Pop e acompanhou o grupo Cia Os Satyros com o espetáculo Inferno na Paisagem Belga ao Festival Mindelact de Cabo Verde. Hoje acompanha os grupos Desvio Coletivo, com o espetáculo Pulsão, Os Satyros, com Inferno na Paisagem Belga e compõe o projeto de ocupação do Espaço Maquinaria com o projeto Restos.
Esta entrada foi publicada em Textos, Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , , , . ligação permanente.

3 respostas a Uma Burca ou calça legue?

  1. C. Beccari diz:

    Wow. Você está de parabéns. É de pessoas assim que o mundo precisa; pessoas com conceitos válidos e originais, livres de influências ou cegos pelo arredor. Adorei a crítica! *-*

  2. Pingback: Opressão feminina (questão de ponto de vista) « Balde Do Povo

  3. Posso falar uma coisa?
    Ah, mesmo que não pudesse, eu ia falar do mesmo jeito.
    Está demais ! Adorei o modo como você escreveu, ficou leve , interessante, e cheio de conceito.
    Parabens mesmo, e se fosse um video, seria ainda melhor !! ;D

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s